terça-feira, 31 de março de 2009

Direto na Raiz

Esse é um novo post, na qual ireir diretamente (e hilariamente) direto ao ponto em certos incidentes.


Vou começar com o porquê do desempenho apagado do finlandês Kimi Raikkonen, no Gp da Austrália

Reparem a cara de sono que ele estava na corrida rsrs



segunda-feira, 30 de março de 2009

Temporada 2009 (que já começou)- Opiniões (parte 2)

Caros Amigos

Agora, (com uma corrida de atraso) colocarei minhas perspectivas em relação as equipes e aos pilotos desta temporada

Mclaren

O que se pode esperar dela: Ou uma briga interna (caso o Kovalainen se imponha dentro da equipe) ou mais um domínio de Lewis Hamilton, embora a Mclaren não tenha se sobressaído nos testes, ela pode surpreender positivamente, caso melhorem, e negativamente, caso esses problemas se tornem constantes.



1- Lewis Hamilton (ING)

Ponto Forte: A agressividade. É o atual campeão mundial
Ponto Fraco: Em momentos decisivos, não costuma ser tão agressivo como de costume. Prova disso foi em 2007 (quando perdeu para o Raikkonen) e em 2008 (que só foi campeão devido ao problema com o carro de Timo Glock).

2- Heikki Kovalainen (FIN)

Ponto Forte: É um piloto determinado, parece ser frio (como a maioria dos finlandeses). Chegou a derrotar Sebastian Loeb e Michael Schumacher no ROC (Race of Champions) em 2004.
Ponto Fraco: Ainda não se impôs dentro da equipe, essa temporada ou vai ou racha, já que no ano passado ele teve que "morrer para sobreviver" (se "sacrificou" para ajudar Hamilton). Agora com a saída de Ron Dennis (o pai adotivo de Hamilton) ele pode mostrar seu verdadeiro potencial.

Ferrari

O que se pode esperar dela: Uma briga de cachorro grande, caso a equipe e seus pilotos não cometam erros tolos, poderá ser campeã.

3- Felipe Massa (BRA)

Ponto Forte: É o piloto mais rápido em termos de classificação, e sabe se reerguer em momentos de pressão. Foi o destaque da temporada passada, mesmo sendo vice campeão.
Ponto Fraco: Rapidez em excesso já fez com que ele cometesse alguns erros ano passado. Não é um bom piloto na chuva, fator que pode definir um campeonato.

4- Kimi Raikkonen (FIN)

Ponto Forte: É agressivo, é frio (afinal, ele é o Iceman), e possui uma capacidada de se impor em uma equipe.
Ponto Fraco: Tem grande tendência a desanimar caso a situação esteja desfavorável a ele (prova disso foi no ano passado)


BMW

O que se pode esperar dela: É uma equipe em evolução, possui boa dupla de pilotos, com estilos diferentes, lembrando a ferrari dos anos 70 (com Lauda e Reggazoni) e essa combinação pode levar a vitórias


5- Robert Kubica (POL)



Ponto Forte: É um dos pilotos que mais evoluíram nos últimos 3 anos. É rápido, corajoso e tem tudo para ser campeão.

Ponto Fraco: Agressividade em excesso pode fazer com que perca corridas e pontos importantes



6- Nick Heidfeld (ALE)

Ponto Forte: É o típico "piloto cerebral", estilo que consagrou Fittipaldi, Prost, Lauda, sempre corre pelos pontos. Se o campeão fosse pelo número de vitórias, ele estaria perdido.

Ponto Fraco: Ainda não venceu uma corrida na carreira, uma pressão a mais para ele superar.



Renault


O que se pode esperar dela: Alonso reclamando do carro (caso o carro for uma porcaria), Piquet tentando mostrar serviço na equipe. Se fizer um carro bom (conseguiram fazer o carro mais feio), pode agitar o campeonato...do contrário...será uma piada





7- Fernando Alonso (ESP)


Ponto Forte: Considerado por muitos o melhor piloto do grid. É agressivo,rápido. tirou leite de pedra da Renault ano passado.

Ponto Fraco: Um dos pilotos mais detestados da F1, pela sua arrogância. Sempre se desanima com a equipe e fala isso publicamente. Num futuro próximo, as equipes pensarão umas 3 vezes ao contratar ele.


8- Nelsinho Piquet (BRA)
Ponto Forte: O currículo em categorias inferiores e o sobrenome apenas.

Ponto Fraco: Se no ano passado a desculpa era a inexperiência e o carro ruim, para esse ano ele não deverá ter desculpas, já que é claro que ele está na renault pelo nome que tem. precisa mostrar serviço.



Toyota


O que se pode esperar dela: Toyota é igual político em época de eleição, Promete, promete e depois de eleito ão faz nada. Nos testes, foi bem, agora veremos se esse ano será diferente...





9- Jarno Trulli (ITA)


Ponto Forte: Um piloto que se destaca em treinos.
Ponto Fraco: mas nas corridas sempre fica atrás.




10- Timo Glock (ALE)


Ponto Forte: Rápido

Ponto Fraco: Inconstante




STR

O que se pode esperar dela: Bourdais andando na frente de Buemi (caso contrário...)


11- Sebastian Bourdais (FRA)


Ponto Forte: Rápido, técnico. Sua experiência com Pneus slick (já q ele usava esse tipo de pneu quando corria nos EUA) irá ajudar a equipe

Ponto Fraco:Precisa mostar a que veio na Fórmula 1, já que no ano passado foi ofuscado por Vettel.


12- Sebastien Buemi (SUI)

Ponto Forte: O cara que colocou ele na STR. É o único estreante nessa temporada
Ponto Fraco: A inexperiência e a feiura rsrs (parece um gremlin rsrs)


Red Bull

O que se pode esperar dela: Vettel colocanto Weber no chinelo


14- Mark Webber (AUS)


Ponto Forte: É rápido. É o famoso "Leão de Treino"
Ponto Fraco: É o piloto político: Fala demais e Faz menos (isso se faz alguma coisa)


15- Sebastian Vettel (ALE)


Ponto Forte: Fora de série, desde que chegou tem feito estrago. É um excelente piloto em pista molhada.
Ponto Fraco: Os carros que sempre correu, espero que a Red bull se supere esse ano.




Williams


O que se pode esperar dela: Uma equipe que está quase no bico do corvo (falta de $$$$), vai querer mostrar serviço para atrair patrocinadores. Competência para se reerguer, a equipe tem de sobra.



16- Nico Rosberg (ALE)


Ponto Forte: Tem carregado a Williams nas costas, conseguiu dois pódios ano passado e se o carro for bom tem tudo para surpreender.
Ponto Fraco: O carro não tem colaborado muito com ele


17- Kazuki Nakajima (JAP)

Ponto Forte: No começo achava que ele iria ser apenas figurante na equipe (já que está lá pela imposição da Toyota, fornecedora de motores da equipe.). Mas ele tem sido constante ano passado, marcando pontos e tem evoluído ma categoria.

Ponto Fraco: Tem histórico (e genética) para cometer barbeiragens



Force India


O que se pode esperar dela: Com a parceria que fez com a Mclaren, podem sonhar com pontos






20- Adrian Sutil (ALE)

Ponto Forte: Rápido (embora os carros que ele pegou desde que entrou na F1 foram os mais lentos), tem um ótimo currículo nas categorias de base
Ponto Fraco: Falta de um carro decente para mostrar serviço


21- Giancarlo Fisichella (ITA)

Ponto Forte: Experiência, que vai ajudar e muito a Force India

Ponto Fraco: Tem levado tempo de Sutil,essa provavelmente seja a última temporada dele na F1


Brawn Gp


O que se pode esperar dela: Se o carro apresentar no campeonato o que apresentou nos testes, poderá brigar por título, possui uma excelente (porém ninguém dê nada por eles) dupla de pilotos e é favoria ao pódio já em Melbourne.





22- Jenson Button (ING)

Ponto Forte: É um piloto arrojado, mas que acabou sendo esquecido pelos ingleses graças a Hamilton. Se o carro confirmar no campeonato o que tem feito nos testes, pode dar trabalho

Ponto Fraco: Tem levado tempo de Barrichello nos últimos 2 anos


23- Rubens Barrichello (BRA)

Ponto Forte: É o mais experiente do grid, recordista de Gps disputados, e uma arma muito importante na Brawn Gp para colocar o carro num alto nível.

Ponto Fraco: Vive agindo de vítima quando a situação está desfavorável a ele. Talvez com esse carro, ele possa encerrar a carreira dignamente.


Essa são minhas opiniões em relação a equipes e pilotos.

Troféu Joinha- Gp da Austrália

Esse é o prêmio que o Blog Full Machine dá a aqueles pilotos que semprem conseguem superar o impossível rsrsrs (no lado negativo)




E coube ao italiano da Force India Giancarlo Fisichella essa honraria...devido a burrada que ele fez no pitstop dele em Melbourne. Me lembrou Mansell em Estoril 89 e Boutsen no Brasil em 90.
Confesso que eu chorei de dar risada vendo essa cena.



quinta-feira, 26 de março de 2009

Temporada 2009 (Opiniões Volume 1)

Caros amigos, devido as correrias do dia a dia (que todos nós temos), demorei a atualizar o blog. Aqui colocarei minha humilde opinião em relação as novas regras.


Pneus Slick: São os famosos pneus lisos, saiu da categoria em 98, para dar lugar aos pneus sulcados (com aquelas linhas) e retornando esse ano. Esse pneu dá mais aderência em relação aos pneus sulcados.

Pneu Slick




KERS: Sistema de Recuperação de Energia Cinétética. Traduzindo a função dela: ela pega toda a energia que é usada para frear o carro, convertendo ela em potênca a mais no motor. O piloto aciona ele e o carro irá ficar mais rápido por um curto espaço de tempo, para facilitar as ultapassagens. Acho que a inspiração disso foi o clássico jogo Top Gear do Super Nintendo, que consistia em usar o nitro para fazer ultrapassagens. Confesso que é uma invenção interessante, mas deveria ser mais testados, com o objetivo de entrar na categoria com força total. As equipes estão atirando no escuro com esse dispositivo, que no começo já deu alguns incidentes (como o caso do mecânico da BMW que levou um choque). Para esse ano é facultativo (usa se quiser) já em 2010 será obrigatório.





KERS


.

Visual dos Carros: A Ferrari tem o carro menos feio do grid, olhando o carro de cima chega a lembrar as Ferraris do começo dos anos 90, a Renault possui o carro mais medonho, chegando a lembrar a Benneton de 92 com o bico de tubarão, a Red Bull e STR os bicos lembram o nariz do Pinocchio (é assim que se escreve isso???), quanto aos outros carros, não tem tanta diferença assim, a asa dianteira parece um rodo e a asa traseira lembra um carro de Fórmula BMW.



Brawn Gp, um dos destaques da pré- temporada








Estética dos carros: Acabou o lance de colocar asa em todas as partes do carro (faltou colocar no capacete dos pilotos). Agora os carros tem um visual mais limpo, chegando a lembrar os carros do fim dos anos 90,porém com estética igual a dos carros de categorias inferiores, com a asa traseira mais alta e a dianteira mais baixa, como diria o meu amigo Fernando Ringel do Velocidade Máxima, parecem carrinhos de Hot Wheels rsrs



Comparação do carro da Ferrari de 2009 com o do ano anterior


Pré-temporada: Confesso que não acompanhei assiduamente os testes de pré temporada, mas pelo pouco que acompanhei pude constatar: A Brawn Gp chegou no ônibus e parece que vai sentar na janelinha (me lembrei do Romário com essa frase), vem sendo o carro a ser batido, colocando 1 segundo por volta em alguns testes, pode ser q Barrichello (que ressurgiu das cinzas) pode ter pela primeira vez um carro competitivo desde que saiu da Ferrari. A experiência que ele possui foi um dos principais fatores que fizeram com que Ross Brawn escolhesse ele ao invés de Bruno Senna ($$$$$$, sobrenome, é o que parece). Quanto as outras equipes, a Ferrari tem um carro constante e equilibrado, a Mclaren vem sofrendo com as quebras nos testes (e o pouco que andou fez bons tempos), a Toyota, Williams, BMW, Red Bull, Renault, Force India (Mclaren B) e STR vem no mesmo embalo, mas os resultados dos testes não decidem campeonato, mas só saberemos o real potencial dessas equipes a partir do Gp da Austrália.

Também estou colaborando no Guia F1 2009, no blog do meu amigo Fernando Ringel (http://www.velocidademaximatotal.blogspot.com/). Amanhã (daqi a algumas horas) colocarei minhas perspectivas em relaçao aos pilotos e as equipes em relação a essa temporada.

quarta-feira, 18 de março de 2009

Opinião sobre as novas regras....(que graças a Deus nao serão implantadas esse ano)

Será que veremos chegadas como essa esse ano???? Espero que sim


Bem amigos...(momento Galvão Bueno hehe), sabendo eu do novo sistema, em que o campeão se define pelo n° de vitórias, vou colocar meu ponto de vista: O lado bom é que os pilotos irão correr atrás para vencer uma corrida, consequentemente será interessante de ver as corridas (até no Gp de Mônaco os pilotos vão querer inventar ultrapassagens pra vencer (sonhar não paga imposto hehe), isso é bom na teoria...mas tem a parte ruim...se um piloto vence as 4 primeiras corridas, consequentemente o campeonato já se torna previsível e com "figurinhas carimbadas", e logicamente que a equipe vai valorizar o piloto que mais venceu...independente se for o primeiro ou segundo piloto...






Pelo que eu vi em simulações, se essa regra fosse aplicada nos anos anteriores, Rosberg jamais seria campeão, Piquet perderia dois títulos, Prost perderia dois títulos, mas ganharia dois do mesmo jeito, Senna seria tetra, Lauda perderia dois títulos...no total 12 títulos teriam destinos diferentes....agora se vai dar certo esse sistema, se os pilotos vão se arriscar mais por causa da vitória, isso veremos a partir do dia 29 de Março, no Gp da Austrália





OBS: Quanto aos pilotos serem mais acessíveis aos fãs e a imprensa, assino embaixo hehe





quarta-feira, 11 de março de 2009

Carros Medonhos (3)

Eis aqui o Trojan T103

Esse carro marcou o retorno de Ron Tauranac a Fórmula1. Para quem não sabe, Ron Tauranac, fundou a Brabham junto com o velho Jack Brabham. Assim que "Black Jack" saiu das pistas, passou o comando da equipe para Tauranac.Em 1971 ele vendeu a equipe para o "gigante" Bernie Ecclestone. No ano de 1974, ensaiou um retorno à F 1 com a Trojan (a feiura começa pelo nome...tem até vírus de computador com esse nome), que já fabricava carros de Fórmula 5000 (categoria que usava carros similares aos de F 1, mas equipados com motores de carros de série com 5.000 cm³). A competitividade (existiu?) do Trojan foi tão grande quanto sua beleza - ou seja, nenhuma. Foi pilotado pelo australiano Tim Schenken.

quinta-feira, 5 de março de 2009

Grandes Rivalidades

Esse é um novo post, na qual irei tratar de grandes rivalidades na fórmula 1.
Irei começar com uma das melhores duplas de pilotos que a Ferrari teve nos anos 80, o "canadense maluco" Gilles Villeneuve e o françês "também maluco" Didier Pironi.
Para a temporada de 1981, a Ferrari contratou Didier Pironi, oriundo da Ligier para o lugar de Scheckter, que havia se retirado da categoria. O chassi 126 CK era um desastre, mas Villeneuve arrancou duas vitórias "impossíveis", em Mônaco e em Jarama, na qual lançou mão de toda sua habilidade. Pironi, por sua vez, teve como melhor resultado um 4º lugar e marcou apenas 9 pontos no campeonato.



Pironi e Villeneuve, 1981


Mas em 1982,a Ferrari construiu seu melhor monoposto dos anos 80, o 126 C2, e Villeneuve era um dos favoritos ao título daquele ano. Confiava naquilo que Enzo Ferrari lhe dissera antes da corrida de Monza, em 1979: "A Ferrari vai trabalhar para que você seja campeão". A relação com Pironi, que era muito boa, acaba no GP de San Marino. E este será um dos fatores que vão empurrar Villeneuve às circunstâncias que culminaram com o acidente fatal.
Um dos fatores foi o fato de Gilles não ter sido convidado para o casamento de Pironi, mesmo o facto de ter convidado para padrinho de casamento o director desportivo da equipa Marco Piccinini pode ter sido perfeitamente inocente, mas pode também ter sido uma manobra política que de certa forma resulta depois na falta de qualquer tipo de sanção aos acontecimentos de Imola, fato que o próprio Gilles se queixou várias vezes nas 2 semanas de vida que lhe restavam.

Depois chegou o Grande Prêmio de San Marino, que foi o auge da guerra política FISA/FOCA e 10 equipes discordavam da disputa entre a FISA e a FOCA e boicotaram o GP. Foram elas: Brabham, Williams, McLaren, Lotus, Ensign, March, Fittipaldi, Ligier, Arrows e Theodore. Disputaram a prova apenas Ferrari, Renault, Tyrrell, ATS, Osella, Toleman e Alfa-Romeo.

Nos treinos, domínio das Renault com Arnaux e Prost, mas durante a corrida, as duas Renaults abandonaram, e sobrou as duas Ferraris . Faltando algumas voltas para o fim, Villeneuve estava em primeiro e Pironi era o segundo colocado, os mecânicos mostraram a placa "SLOW" (que significa manter as posições), Pironi passou Villeneuve, mas Villeneuve achava que se tratava de um showzinho para a torcida, e depois o passou novamente. Faltando 1 ou duas voltas (se eu estiver errado, me corrijam), Pironi passa Villeneuve novamente e ficaria assim até receber a bandeirada.

Pódio de Ímola 82 (nota-se a "alegria" de Gilles)




Chega então o Gp da Bélgica, em Zolder, já conhecemos o que houve, Gilles, tenta bater o tempo de Pironi e acabou batendo no carro de Jochen Mass. Resultado: O carro capota várias vezes e Gilles é atirado pra fora do carro, em direção ao alabrado. Gilles morreu em consequência desse acidente.


Pironi e Villeneuve, durante os treinos em Zolder




Coube a Pironi retirar o capacete de Villeneuve apís o acidente



Bem, depois de algumas corridas, Pironi era o líder do campeonato, até chegar o chuvoso Gp da Alemanha, ele bate na traseira da Renault de Alain Prost (esse é o motivo que Prost odeia correr na chuva),Pironi quebra as duas pernas (e sua carreira se encerra), e ainda assim é vice-campeão mundial (empatado com John Watson da Mclaren) e perdendo o título pra Keke Rosberg (que venceu apenas uma corrida nessa temporada).


O que sobrou da Ferrari de Pironi

Passou- se os anos, Pironi ainda tentou voltar a Fórmula 1, pela Ligier e AGS(chegou a marcar bons tempos, porém não tinha condições de encarar uma corrida inteira) mas acabou se dedicando as corridas de barcos. Em 1987, quando estava disputando o título mundial de lanchas off-shore, ele sobre um acidente com sua lancha, custando a sua vida.

Didier Pironi

O mais curioso disso tudo,e que semanas depois da morte de Didier Pironi, nascem os filhos gêmeos do francês: Gilles e Didier.

Esse foi o fim de uma das rivalidades dos anos 80

quarta-feira, 4 de março de 2009

Carros Medonhos (2)

Bem galera...



Esse carro é a verdadeira essência da criatividade dos engeireiros dos anos 70. Trata- se do BRM P201, usado na temporada de 1975 (nessa altura a BRM estava no bico do corvo e não era mais aquela grande equipe dos anos 60). Durante os anos 70, ficaram fora de inúmeras corridas, e em 75, teve seu último ano completo na categoria (bem...é uma relíquia esse carro hehe) , ficando de fora da temporada de 76 e retornando em 77, com um carro "menos feio", porém com desempenho igual au carro usado em 75. Entre os pilotos que pilotaram essa raridade estavam Bob Evans, Chris Amon, Jean-Pierre Beltoise.




esse é o BRM P201B/204, usado na temporada de 1977.

terça-feira, 3 de março de 2009

Raridades (2)

Em um momento de descontração, eis que aparece Emerson Fittipaldi (com a camisa do glorioso Corinthians) e o saudoso Ronnie Peterson zuando com ele hehe


segunda-feira, 2 de março de 2009

Full Tv (Acidentes F1 não fatais)

video

Carros Estilosos (1)

Em contrapartida a seção "Carros Medonhos", colocarei carros belos também. Esse é o famoso Lotus 72, pilotado pelo grande piloto brasileiro, Emerson Fittipaldi. Um carro de linhas arrojadas pra época, teve vida longa nos anos 70 até ser substituído pela Lotus 79 (outro carro estiloso hehe).

















Carros medonhos

Shadow DN9 (1979)



Destaque para o bico "Leão com Fome"


O destaque desse carro é a pintura do leão (que parece que está de boca aberta), um carro "relativamente bonito", em comparação aos outros carros da época. Os pilotos da equipe eram Jan Lammers e Elio de Angelis

Raridades

Essa é uma seção em que colocarei fotos no mínimo, curiosas.

Irei começar com o grande piloto francês, Alain Prost.



Ele que na sua juventude, tentou a carreira de jogador de futebol, (dizem as más línguas que ele jogava bem), uma prova disso é esse documento da Federação Francesa de Futebol (nota-se o detalhe do nariz dele hehe)


Saudações Amigos da Velocidade

esse é um blog destinado a aqueles que curtem automobilismo e tudo que envolve velocidade.
em breve colocarei fatos curiosos e algumas raridades